Conselho de Administração da EBC aprova reajuste para diretores em 34%.

 

Em votação eletrônica (via email) no dia 07/03/2017 foi aprovado por 5 votos favoráveis e 1 contrário o reajuste no salários dos diretores que chegaria há R$ 38,687,10 reais 54% de aumento, com o teto constitucional o valor será de R$ 33.763,00, 34% de aumento.

Hoje temos 4 diretores que recebem R$ 25.136,79, três desses diretores são do quadro e tem a opção de receber 20% sob o maior salário que recebe empregado do quadro, de acordo com o decreto 2.355 de 1987.

Toda a diretoria irá receber salários iguais no valor de R$33.763,00.

Meu voto foi contra e assim justifiquei:

A atual gestão da EBC quando tomou posse sempre alardeou o problema de déficit da EBC, um de seus problemas é a folha de pagamento, onde paga muito a gestores e diretores, e os salários base dos empregados são baixos além de não se ter um plano de cargos e salários que possibilite avanço na carreira e instrumentos de gestão para a valorização profissional.

Uma das justificativas para o reajuste dos diretores é que um Superintendente ganha igual a um diretor, seguindo esse mesmo raciocínio se aprovarmos esse reajuste todos os diretores ganharão igual ao diretor-presidente e ao diretor geral acabando com diferenciação salarial entre os diretores prática equivocada e não utilizada em nenhuma empresa pública.

O reajuste ultrapassa o teto constitucional chegando a quase 40 mil reais.

Enquanto para os empregados o reajuste foi de 7% conseguidos em acordo junto ao TST esse reajuste salta o salário de um diretor que ganha 25mil reais para mais de 33 mil reais, oito mil reais de reajuste é muito para a situação financeira que a empresa atravessa e que ano passado apresentou prejuízo, como visto na pauta da reunião passada e que iremos ter que votar essa absorção de prejuízo, se aprovarmos o reajuste estaremos indo contra a premícia de uma boa gestão.

Os empregados esperam a quase cinco anos por um Plano de Carreiras(PCR), por um Processo de Demissão Voluntária(PDV), esperamos por PSI para ocupação de cargos com regras claras e justas com oportunidade a todos, esperamos por instrumentos de gestão para a valorização profissional.

EBC não se constrói somente com cargos gerenciais que a qualquer momento mudam o redesenho criando funções.

Funções que havia uma reserva de doze milhões e hoje temos sete milhões que deveriam ser utilizados para melhorar a carreira dos empregados, mas infelizmente não é isso que acontece na EBC.

Edvaldo Cuaio e Isabela Vieira

Conselheiro e suplente, representante dos empregados e empregadas no CONSAD.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: